Roomcast 098 – Let’s Play

Play Room Games

OuvirFábio Sooner, TLX e Wild Mendonça falam mais de três grandes jogos do ano – Nioh, The Legenda of Zelda: Breath of the Wild e Horizon: Zero Dawn – e ainda dão uns pitacos sobre o trial de Mass Effect: Andromeda no EA Access, Yu-Gi-Oh! Duel Links, o começo de Nier: Automata no PC, o 1º semestre fora de série deste ano e muito mais. Clique aqui para ouvir!

E um agradecimento especial a todos os fãs de Vita que tornaram o Roomcast 096 um dos mais ouvidos e comentados da PlayRoom! Seus comentários estão aqui neste cast!

⊗⊕⊗⊕⊗

0:00:00 – Abertura
0:04:56 – Mass Effect: Andromeda (EA Acess trial)
0:15:13 – Nier: Automata
0:23:10 – The Legend of Zelda: Breath of the Wild
0:30:09 – Nioh
0:51:34 – Yu-Gi-Oh! Duel Links
0:53:26 – Horizon: Zero Dawn
1:14:20 – Leitura de comentários
1:23:56 – Encerramento

Ver o post original

Melhores de 2016: Multijogador

Melhores de 2016: Multijogador

melhores2016Este artigo faz parte da série Melhores de 2016, com os games lançados este ano que este blog considera que devem ser jogados por quem puder. Consulte a página Melhores de 2016 – Lista de categorias para ver as categorias do ano e o artigo Segurem essa lista de 2016 para ver quais jogos são candidatos a todas as categorias.

Continuando a corrida para terminar os Melhores de 2016, é a vez do multijogador. Vocês sabem quem ganhou, né? Inclusive, o vencedor afetou um tanto o número de candidatos aqui, por sua completa onipresença naquela horinha em que bate a vontade de jogar falando (e fazendo) besteira com os amigos ou de encarar uma disputa online (às vezes não tão) sadia contra pessoas de verdade. Sem muito mais delongas…

Continuar lendo “Melhores de 2016: Multijogador”

Melhores de 2016: Remake/Relançamento

Melhores de 2016: Remake/Relançamento

melhores2016Este artigo faz parte da série Melhores de 2016, com os games lançados este ano que este blog considera que devem ser jogados por quem puder. Consulte a página Melhores de 2016 – Lista de categorias para ver as categorias do ano e o artigo Segurem essa lista de 2016 para ver quais jogos são candidatos a todas as categorias.

É hora de acelerar e terminar logo essa série de artigos ainda antes do final de março, certo? Um trimestre inteiro do ano seguinte já é tempo demais, por mais que os artigos sejam detalhados e informativos… Até agora. Vou começar a economizar nas palavras, senão a coisa não termina. Aí vai uma lista bem rápida dos candidatos a Melhor Remake/Relançamento de 2016, com apenas dois parágrafos sobre o vencedor – que já tem uma resenha extensa aqui no blog.

Continuar lendo “Melhores de 2016: Remake/Relançamento”

Resumão do super 2017 até agora

Resumão do super 2017 até agora

Para variar, este é mais um artigo meio tapa-buraco e de desculpas por 11 dias sem atualização real do blog (e principalmente dos Melhores do Ano passado). Já é uma tradição por aqui, seja por causa de trabalho, pelas edições do Roomcast ou por causa de jogos bons e longos. Mas eu preciso deixar coisas registradas da mesma forma – até porque 2017 está simplesmente impossível, caminhando a passos largos para superar 2011 em termos de quantidade e qualidade de jogos.

Sim, eu sei que é um tanto precipitado levantar uma bola dessas antes mesmo do primeiro trimestre acabar. E também sei que não é o primeiro artigo aqui que exalta 2017, nem o segundo que escrevo para pedir arrego. Mas na ausência de tempo para escrever com mais calma, é uma boa maneira de manter vocês atualizados sobre a loucura aqui em casa. Então vamos a uma série de links e parágrafos rápidos para quem quiser se inteirar do que estou achando de tudo digno de nota lançado até agora:

Continuar lendo “Resumão do super 2017 até agora”

Roomcast 097 – Let’s Play

Play Room Games

OuvirCasão está de volta com Fábio Sooner para falar de Kingdom Hearts HD 2.8 (é claro) e dois dos jogos mais aclamados do ano até agora, The Legend of Zelda: Breath of the Wild e Horizon: Zero Dawn. Sobrou até um tempinho para dar uma atualizada em Shantae: Half-Genie Hero e Ghost Recon: Wildlands, além de comentar o lançamento do Nintendo Switch e agendar o enterro de nossas contas bancárias.
Clique aqui para ouvir!

⊗⊕⊗⊕⊗

00:00:00 – Abertura
00:01:50 – Shantae: Half-Genie Hero
00:03:35 – Ghost Recon: Wildlands
00:06:00 – The Legend of Zelda: Breath of the Wild
00:30:26 – Kingdom Hearts HD 2.8 Final Chapter Prologue
00:53:05 – Horizon: Zero Dawn
01:11:34 – Encerramento

Ver o post original

Melhores de 2016: Surpresa

Melhores de 2016: Surpresa

melhores2016Este artigo faz parte da série Melhores de 2016, com os games lançados este ano que este blog considera que devem ser jogados por quem puder. Consulte a página Melhores de 2016 – Lista de categorias para ver as categorias do ano e o artigo Segurem essa lista de 2016 para ver quais jogos são candidatos a todas as categorias.

Essa talvez seja a categoria mais longa de todas, como já previsto meses atrás. A questão é… Será que o vencedor presumido se manteve? Depois de setembro a quantidade de candidatos só engordou, então quem sabe? A lista de 2015 já era bem extensa, mas essa consegue ser mais ainda. Então vamos aos jogos:

Continuar lendo “Melhores de 2016: Surpresa”

“Melhores” de 2016: Decepção

“Melhores” de 2016: Decepção

melhores2016Este artigo faz parte da série Melhores de 2016, com os games lançados este ano que este blog considera que devem ser jogados por quem puder. Consulte a página Melhores de 2016 – Lista de categorias para ver as categorias do ano e o artigo Segurem essa lista de 2016 para ver quais jogos são candidatos a todas as categorias.

Em 2015, a lista de decepções foi surpreendentemente curta, refletindo a natureza “menos é mais” daquele ano – ou seja, menos lançamentos no geral, mas qualidade alta no que efetivamente saiu. Já 2016 foi um tanto diferente. Se você clicou no segundo link, leu o início e estiver curioso, minha tabelinha de lançamentos em Excel em 2016 teve 153 jogos, contra os 91 de 2015. O resultado está aqui embaixo, com uma lista um pouco mais extensa de jogos que decepcionaram este blog de alguma forma.

Continuar lendo ““Melhores” de 2016: Decepção”