SONHOS SE REALIZAM: Bloodlines 2 confirmado na GDC

A minha felicidade é INFINITA neste momento.

Quem acompanha este blog sabe: poucos jogos moram no meu coração tanto quanto Vampire the Masquerade: Bloodlines. Há quase dois anos, as evidências de que alguma coisa seria feita com a franquia se empilhavam, e ontem, na GDC, tivemos a confirmação: Bloodlines 2 está em desenvolvimento, com lançamento previsto para o 1º trimestre do ano que vem, segundo o vídeo.

Bloodlines sempre entra alto em tudo quanto é lista de melhores RPGs de todos os tempos, e merecidamente. Isso é tudo que você precisa saber para se empolgar de imediato. Além disso, o trailer abaixo (com legendas em PT-BR, o que pode significar localização para o nosso idioma, algo que o jogo anterior não teve) só aumenta o hype ainda mais. Isso dito, continue lendo depois do vídeo para saber o que consegui achar na Internet sobre o anúncio e considerações pessoais sobre o vídeo e essas informações.


O estúdio responsável: Hardsuit Labs

É novo, formado em 2015 com remanescentes do estúdio que fez Blacklight: Retribution, um FPS free-to-play do início da geração e com algo de MMO. Não é um resumo dos mais promissores, mas a página oficial do estúdio menciona que seus integrantes trabalharam em franquias e jogos como Gears of WarBioshockState of DecayObduction, o que já melhora bastante as expectativas. Eu ainda preferia que fosse para as mãos da Obsidian, claro, mas…

Como Bloodlines 2 é basicamente o primeiro jogo interno do estúdio desde a criação, isso quer dizer que está em desenvolvimento há cerca de 4 anos já. Isso dá mais confiança não só no trabalho em geral, mas também de que a data prevista, começo de 2020, não deve ser adiada significativamente.

A história e a jogabilidade

Esta página brasileira de PS4 diz que o jogo “é um sucessor verdadeiro e foi escrito pelos mesmos criadores do original”, e a apresentação na GDC confirma isso, como se pode ver no vídeo abaixo. Basicamente, o autor-chefe (lead writer) é o mesmo, o que já me enche de esperança. Sempre considerei o roteiro de Bloodlines a melhor história de Gehenna (fim dos tempos, no universo do RPG) já escrita.

Assim, a Hardsuit Labs pode errar o quanto for na jogabilidade que não me importo, mas o que foi dito na apresentação também me enche de esperança. O jogo foi desenvolvido em conjunto com a editora do RPG de papel, a White Wolf, e compartilha sistemas da recém-lançada quinta edição. O curioso é que, segundo os desenvolvedores, ideias do videogame também foram parar na edição de papel. Tudo que foi dito sobre o mundo e escolhas de diálogo/facção/clã etc. sugere que eles entendem muito bem o que tornou Bloodlines tão inesquecível. Além disso, eles juram que o combate está maravilhoso, que é bem “visceral”, o que combina com o cenário. De dedos cruzados aqui!

Pré-venda e DLCs

A mesma página brasileira acima também diz que o jogo ganhará DLCs com novos clãs gratuitos, mas olhando a página de pré-venda no Steam, a edição mais completa também inclui uma expansão e dois DLCs de história chamados “Season of the Wolf”. Como o original tinha lobisomens do Mundo das Trevas como alguns dos antagonistas… Não duvido que esses DLCs sejam centrados na guerra entre as espécies. Ah, e há uma roupa da Jeanette também. UHU!

Além disso, os preços em real das edições estão bem camaradas em comparação com os de outras publishers: R$ 110 pelo jogo básico, R$ 158 pela edição com tudo (preço parecido com o de muitos lançamentos “pelados” no PC hoje, como The Division 2, e muito mais barato que as EAs, Bethesdas e Activision da vida, que lançam as versões básicas pelo mesmo preço dos consoles, de R$ 200 a R$ 250).

Consoles e suporte a controle!

Como se esperaria de lançamentos modernos, o jogo sairá também para PS4 e Xbox One e a versão de Steam já menciona “full controller support”. Puristas de PC podem chiar, mas a real é que o primeiro Bloodlines, como jogo em 3ª pessoa mais focado em corpo a corpo do que tiro, pedia tal suporte. Por mais que um RPG complexo possa ganhar com os botões extras do teclado, especialmente com tantas habilidades a ativar, movimentar um personagem em 3ª pessoa sempre foi e sempre será melhor com um analógico de controle. Ponto final.

Embora o trailer de Bloodlines 2 seja em 1ª pessoa, não são imagens da jogabilidade final. Com sorte, a sequência permitirá alternar entre 1ª e 3ª, mas mesmo que seja toda em 1ª pessoa, a ênfase do trailer é bem maior no corpo a corpo, mais uma vez. Por fim, Bloodlines não foi um sucesso de vendas à época por uma série de motivos, e como exclusivo de PC, acabou passando batido por jogadores de console. É ótimo que o máximo possível de jogadores conheçam Bloodlines. Por mim saía até no Switch, mesmo que com enorme downgrade gráfico.

Christina Hendricks?!

Quem assistiu Mad Men jamais esquecerá de Christina Hendricks no papel da ruiva Joan. Pois bem: aos 0:46 do trailer, vemos uma personagem que é a cara e o corpo da Joan, sem tirar nem pôr. Até o mesmo tipo de roupa ela usa, elegante porém sexy, com algum jeitão de anos 50-60. Será que Hendricks é uma das dubladoras/atrizes do jogo? Não é impossível: ela já atuou em pelo menos um Need for Speed.

(Quase) tudo em riba!

Enfim, qualquer medo maior que eu tinha depois de assistir só o trailer está bem mais contido após fuçar todo tipo de informação possível. Os desenvolvedores parecem ser fãs doentes também, o jogo original parece ter sido plenamente compreendido, não há uma tonelada de microtransações, não é focado só em PC, é algo desenvolvido há muito tempo e com calma…

O único porém que continua é que se trata de trabalho da Paradox Interactive, que nunca lançou um jogo realmente fora de série. Alguns bons, sim, mas nada nível The Witcher ou mesmo Deus Ex, que é o mínimo que a franquia merece. Ainda assim, mesmo que o jogo seja “meh”, é Bloodlines, e eu prefiro uma sequência “meh” do que nunca mais ter a chance de visitar esse universo. Só isso já me deixa surtando de expectativa, mais até do que para um Cyberpunk da vida. Nos vemos em 2020.

3 Comments

  1. Olha só quem escapou do Monster Hunter para postar XD
    Aproveitando a luz do Sol, se importaria de compartilhar algumas linhas sobre o Stadia?

    Curtir

    1. DoS Monster HunterS, no plural (pulando entre MH3Ultimate e Generations Ultimate), e de The Division 2, que veio beeem melhor do que esperava. Fora o trabalho enorme que chega toda semana.
      Pensei até em fechar o blog de vez e fazer outra coisa mais simples, mas vou esperar essa tempestade de trampo passar antes de tomar uma decisão radical. Por enquanto ele fica aqui para quando tiver o que dizer em notícias como essa. Tempo (e saco) para comentar extensivamente sobre jogos, mesmo The Division 2, não tenho mais ultimamente.

      Sobre o Stadia, na real nem vi a apresentação do Google ou maiores detalhes, só um vídeo ou outro de pessoas comentando. Na real não estou muito interessado, eu gosto de ter os jogos, nem que seja em versão digital (às vezes até recompro a edição física depois quanto barateia, como rolou com Persona 5). Além disso, eu não sei se quero ver justo o Google ter qualquer poder na indústria. No fundo estou torcendo para ser uma bosta de proporções inenarráveis, e com medo de ir atrás de mais informações e descobrir que não é.

      Curtir

      1. Se serve de consolo, pelo que eu vi parece a bosta de Schroedinger: é ruim e não é ao mesmo tempo até que alguém teste.
        A proposta é maravilhosa, aposentaria para sempre a necessidade de um console fisico para sempre… adicione a isso que o orçamento da Sony é troco de pinga perto do que a Google tem e exclusividades não serão sequer um problema.
        … MAS eu não tenho certeza se temos infra estrutura para isso hoje. Ou nos próximos 5 anos, pelo menos sendo otimista.
        Claro que a Google tem uma equipe de engenheiros muito mais qualificada do que eu e eles acham que dá… mas eu diria que será a grande coisa de 2030, provavelmente…

        Curtir

Sem comentários

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s