Por volta da meia-noite de hoje, teremos o “Oscar” (com muitas aspas) dos videogames, o The Game Awards 2016  – anteriormente conhecido como Video Game Awards (VGA), aquele conduzido por Geoff Keighley, votado por jornalistas da área e com inúmeros altos e baixos.

vga_statue_001Passando os olhos nos indicados, resolvi listar os jogos que eu acho que ganharão cada categoria, bem como aqueles em que eu votaria pessoalmente se estivesse na lista de jurados. Os critérios do “achismo” pessoal são simples: aquilo que ouço regularmente em um punhado de podcasts de veículos com jornalistas votando na premiação, como Giant Bomb, IGN, Game Informer e Easy Allies, e a recepção geral da crítica em agregadores como o Metacritic.

Não são critérios totalmente confiáveis, já que não sabemos exatamente quais jornalistas votaram (com uma exceção ou outra), mas pelo menos dão um termômetro do sentimento geral daquele veículo em relação a certos jogos. O Metacritic serve mais como reforço ou critério de “desempate”. Mas enfim, vamos ao que interessa: apostas e escolhas pessoais. Você pode ver os indicados oficiais da premiação aqui.

Escolha dos fãs: Jogo Mais Aguardado

Featured Image -- 21985ApostaRed Dead Redemption 2. Em coisas de fã, o mais recentemente revelado costuma ganhar, ainda mais quando é multiplataforma.
Escolha pessoalMass Effect Andromeda. Incertezas sempre me deixam mais ansioso. Todos os outros quatro eu confio que serão bons.

Melhor Jogo Multijogador

overwatchApostaOverwatch. Precisa explicar? Em quase todo podcast se comenta algo sobre o jogo, especialmente quando ele ganha mapas ou personagens novos. Nenhum dos outros têm seis meses de exposição constante como Overwatch. Nenhum deles foi tão inovador quanto Overwatch… E assim por diante.
Escolha pessoal: Vocês sabem… Overwatch.

Melhor Jogo de Esportes/Corrida

forzahorizon3ApostaForza Horizon 3. Via de regra, jornalistas de games não são fãs de jogos de esporte, seja qual for, com exceções pontuais. Para piorar, nenhum dos jogos de esportes relacionados foi uma revolução ou salto notável em seu campo, e Forza Horizon 3 é um dos jogos de corrida mais bem avaliados desde sempre. Barbada.
Escolha pessoalForza Horizon 3, claro.

Melhor Jogo de Estratégia

XCOM_2_cover_artApostaXCOM 2, no mínimo por ser multiplataforma e não exclusivo de PC ou de 3DS como quase todos os outros (Banner Saga 2 é multiplataforma, mas bem menos conhecido e um tanto mais “impenetrável”, mesmo para quem jogou). E também pela ótima recepção, claro.
Escolha pessoal: De todos esses só joguei um pouco de XCOM 2, então…

Melhor Jogo para a Família

ratchet-clank-ps4-box-640x794ApostaRatchet & Clank. Apesar de ser exclusivo e concorrer com Pokémon Go, acredito que a maioria dos jornalistas vá reservar Pokémon para a categoria mobile e premiar um dos reboots mais impressionantes já feitos, tanto visualmente quanto em termos de jogabilidade. A recepção da crítica corrobora isso.
Escolha pessoal: Só joguei Ratchet & Clank… E acho que a escolha não mudaria mesmo que jogasse os outros.

Melhor Jogo de Luta

Street_Fighter_V_box_artworkAposta: Essa é meio complicada, mas vou apostar no reconhecimento da marca Street Fighter. Sim, o jogo ainda tem problemas até hoje, mas a opinião praticamente unânime é de que todos estão em aspectos alheios à excelente jogabilidade básica. Os outros jogos podem ser mais redondos no geral, mas acho que marca e jogabilidade levam.
Escolha pessoal: Mais uma vez, só joguei Street Fighter V

Melhor RPG

deusexmankinddividedAposta: Outra complicada. De cara, acho que não vão premiar um DLC, por melhor que seja, então Blood & Wine roda. World of Warcraft: LegionXenoblade Chronicles X não foram jogados pela maioria dos votantes, aposto. E Dark Souls III foi muito elogiado, mas também sempre apontado com um tanto mais do mesmo. Portanto, vou arriscar, ainda que sem muita convicção, Deus Ex: Mankind Divided.
Escolha pessoalDeus Ex: Mankind Divided, pelo menos até onde vi. E eu encaro os jogos Souls mais como jogos de ação com elementos de RPG, então…

Melhor Jogo de Ação/Aventura

uncharted-4-box-artApostaUncharted 4: A Thief’s End, e por um motivo inusitado: acho que a maioria dos jornalistas não vai escolher o jogo em outras categorias, inclusive Jogo do Ano, e por isso vai elegê-lo aqui na mentalidade “pelo menos uma o jogo tem que levar”.
Escolha pessoalUncharted 4, embora me doa um pouco no coração não premiar Hitman de alguma forma.

Melhor Jogo de Ação

DOOM_PC_frontcover-01_1454598476ApostaDoom, em uma lógica muito parecida: acredito que a maioria ainda prefira Overwatch, mas como esse deve ser premiado no mínimo em Multijogador, vão usar Ação como uma forma de dar pelo menos um prêmio para Doom. Que, aliás, tem que ganhar alguma coisa mesmo.
Escolha pessoal: Racionalmente, Overwatch, mas na hora H talvez eu seguisse a mesma onda acima e votasse em Doom.

Melhor Jogo de Realidade Virtual

rezinfiniteboxAposta: Desses jogos, os únicos que vi serem elogiados consistentemente em podcasts foram ThumperREZ Infinite. Como REZ é mais conhecido e teve uma melhor recepção da crítica, aposto nele – mas não vou me espantar se forem de Thumper, só para desafiar convenções.
Escolha pessoal: Como os jogos de VR que mais gostei até agora nem foram indicados (RIGSHeadmasterUntil Dawn: Rush of Blood), com exceção de Thumper, que nem é exclusivo de VR… Votaria em Batman: Arkham VR.

Melhor Jogo Mobile/Portátil

PokemonGoApostaPokémon Go, né. Nem tanto pelo jogo em si, mas porque jornalista adora um “fenômeno de massa” que pode gerar mil textões e milhões de cliques ao mesmo tempo – duas coisas que costumam ser mutuamente exclusivas.
Escolha pessoalSevered, embora admita que poderia mudar se tivesse jogado Fire Emblem Fates.

Melhor Jogo Independente

box_large_the-witnessAposta: A julgar pela quantidade de vezes que vi o nome do jogo seguido de “meu Jogo do Ano”, mesmo sendo um indie… The WitnessInside também foi muito, muito elogiado, mas nunca vi ninguém dizer, em nenhum dos podcasts que escuto, que era “meu jogo do ano”.
Escolha pessoalInside, com uma grande chance de mudar para Hyper Light Drifter se tivesse jogado-o mais.

Prêmio Jogos de Impacto [Social]

1453510644_thatdragoncancerAposta: “Para um jogo provocador, com um profundo significado ou mensagem pró-social”. Tradução: jogos com grande chance de se sustentarem apenas em um apelo emocional barato ou mensagem militante. Vocês sabem, tudo que tem “social” no discurso é para desconfiar de cara. Como o único dos cinco que ouvi sequer ser mencionado em podcasts foi That Dragon, Cancer, arrisco nele.
Escolha pessoal: Não joguei nenhum e nem sei se vou jogar.

Melhor Atuação [Dublagem]

1450459012_firewatchAposta: Um dos dois de Firewatch – não apenas porque o jogo não vai ganhar mais nada além disso, mas porque foram sensacionais mesmo. No “desempate”, vou de Cissy Jones como Delilah: não apenas porque acho que ela foi um tantinho melhor, como também porque é mulher (jornalistas adoram esse tipo de desculpa) e da área de videogames mesmo, ao contrário de Rich Sommer, que foi ator em séries como Mad Men (jornalistas adoram esnobar isso).
Escolha pessoalCissy Jones como Delilah em Firewatch.

Melhor Música/Design de Som

battlefield1Aposta: Tenho a nítida impressão de que redefiniram a categoria como uma mescla de som e música para evitar que Battlefield ganhasse sempre, mas… Ainda assim, arrisco que vai dar Battlefield 1 mesmo. Querem mudar isso? Façam jogos com design de som melhor. Dar voltas não resolve.
Escolha pessoal: Se fosse só design de som, Battlefield 1. Se fosse só música, REZ Infinite. Como é os dois e não tem Overwatch concorrendo, como deveria ter, vou de Thumper.

Melhor Direção de Arte

overwatchAposta: Essa é, disparada, a categoria mais concorrida. Nenhum dos indicados aqui seria surpresa para mim se ganhasse, com exceção talvez de Firewatch – e mesmo assim pensando apenas que Inside é tão estilizado quanto e um jogo bem melhor, que depende ainda mais de sua arte. Vou chutar aqui então… Overwatch? Pelo alcance, pelo apelo geral, pelos curtas de animação, pelo zeitgeist da coisa toda?
Escolha pessoalOverwatch, com Uncharted 4 bufando nos calcanhares.

Melhor Narrativa

inside-pc-box-artAposta: Cada um tem algo muito a favor e muito contra. Firewatch tem as melhores interações narrativas entre personagens, mas termina seco, e como jogo é meia-boca. Mafia III tem o melhor início e o melhor ambiente, mas a história se perde um pouco no meio das nhenhentas missões. Oxenfree é um jogo indie que muitos nem devem ter jogado. E Uncharted 4 conta uma história como nenhum outro, a melhor da série, mas ainda é um pouquinho aventuresco/típico AAA, o que incomoda jornalistas. Então, vou arriscar Inside. Jornalista adora algo mais “provocador” e “sem respostas”…
Escolha pessoal: Como não tem o legítimo vencedor, Zero Escape: Zero Time Dilemma, vou de Uncharted 4 – e talvez só porque ainda não terminei Mafia III.

Melhor Estúdio/Direção de Jogo

blizzard_entertainment_logo-svgAposta: Blizzard. No mínimo, porque além de ser muito querida, conseguiu algo que ninguém, ninguém imaginava, nem os fãs mais arraigados: 20 milhões de jogadores e candidato a Jogo do Ano em sua primeira tentativa no gênero mais difícil de todos de emplacar uma IP nova, o de tiro online.
Escolha pessoal: Blizzard.

Jogo do Ano

overwatchAposta: Em qualquer outro ano, eu diria que títulos essencialmente multijogador ficam sem chances de levar a categoria máxima, já que a maioria dos jornalistas morre de medo de jogo online. Só que este ano tivemos até dois indicados, o que sinaliza uma possível mudança de mentalidade… Então vou arriscar: Overwatch vai quebrar esse tabu. Até porque, se não for ele, nenhum outro jogo vai quebrar pelos próximos dez anos.
Escolha pessoalOverwatch, é claro. Eu mesmo nunca escolhi um multijogador como Jogo do Ano, ainda mais sem campanha solo, mas em 2016… Sem Forza Horizon 3Deus Ex: Mankind Divided concorrendo para complicar…

$$$$$ THE GAME AWARDS $$$$$

É isso aí. Assistam à premiação hoje à noite na sua plataforma favorita – vai ser transmitido até em VR! – e deixem seus comentários aqui para me sacanear, criticar ou, quem sabe, parabenizar (hah!). Vamos ver o quanto o “termômetro” dos podcasts gringos ajudou ou não…

Um comentário sobre “Minhas apostas para o The Game Awards de hoje

  1. Apenas por uma questão de data de lançamento, mas não seria estranho ver Pokemon Sun/Moon como jogo família (o melhor jogo da franquia em mais de uma decada, seguramente) e Final Fantasy XV como RPG (isso mais pelo que eu ouvi no zeitergeist da internet)

    Curtir

Sem comentários

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s