Ô, a Internet voltou… A Internet voltou, ôôôô

Não, o blog não estava parado por falta de assunto: foram quase 48 horas sem Internet fixa mesmo, graças às chuvas que voltaram a cair – e com tudo – em São Paulo. O que só sublinhou todo o assunto do recente Roomcast número 70: como a gente vive sem a Internet nos games hoje?

Deus-Ex-Mankind-Divided-Gameplay-TrailerEsse período deixou notícias meio velhas para comentar aqui, como o novo trailer de Resident Evil 7: Biohazard ou os detalhes do update 4.0 do PlayStation 4, que trará o aguardadíssimo recurso de organizar sua biblioteca em pastas personalizadas. Atrasou o download aqui do teste aberto de Titanfall 2, embora ainda tenha o fim de semana inteiro para jogar, assim como o do pre-load de Deus Ex: Mankind Divided no Steam – aliás, as resenhas estão saindo e parece ir bem, especialmente nos grandes portais.

Nesse meio tempo, até o patch beta de No Man’s Sky virou oficial; para quem estava aguardando, os relatos sugerem que resolve os problemas de stuttering e framerate, além de coisas como o uso de alt+tab. Eu já tinha resolvido boa parte disso com o fix que publiquei aqui, mas antes da Internet cair, optei pelo beta para acessar as opções extras e poder subir as configurações quase ao máximo. O jogo agora está a 60 fps lisos mesmo com tudo no talo exceto antialising – a opção “SSAA x4” até virou “Ultra – SSAA x4”, de tão pesada que é, derrubando o fps para 30-40 aqui. Jogadores que não optaram pelo beta, têm máquinas mais modestas e/ou não tiveram seus problemas de desempenho resolvido com o fix devem ter uma versão estável com o patch oficial novo.

star_fox_zero_box.0Por outro lado, o tempo sem Internet foi o momento ideal para iniciar Star Fox Zero no Wii U, que tinha acabado de encontrar por um preço razoável na Paulista. Mais sobre o jogo em breve, mas de cara, já posso dizer que não achei os controles tão difíceis e pouco intuitivos como algumas resenhas e relatos sugeriram não. Eles são mais complexos, sim, mas apenas por expandirem bastante o que já conhecemos. Pelo menos neste início, acostumar-se com os novos controles tem sido um preço aceitável a pagar pelas novidades de jogabilidade e de layout de fases, além da onda de ver o cockpit no GamePad.

Além disso, como os dois primeiros Mass Effect ficaram a meros R$ 15 no Steam, aproveitei a oportunidade para testar um mod que adiciona suporte a controle e… Além de funcionar perfeitamente, substituindo até os ícones e atualizando os tutoriais de acordo, é facílimo de instalar, exigindo apenas copiar uns arquivos nas pastas certas. Com isso, descobri que a versão PC no talo é tão superior ao original que já parece um remaster, mesmo no primeiro jogo. Agora até entendo a demora da EA em soltar uma trilogia remasterizada para os consoles atuais: só “subir” para 1080p e 60 frames não basta, eles vão precisar refazer todas as texturas e modelos com calma se quiserem justificar a recompra.

Agora vou lá jogar um pouquinho das coisas online que andei sentindo falta… E aguardem transmissão de alguma coisa neste fim de semana.

Sem comentários

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s