Super. Hot. Super. Hot.

Só para avisar que SUPERHOT parece ser tudo aquilo que estão falando, sim.

Apesar da jogabilidade ser completamente diferente, o jogo tem um feeling de Hotline Miami, não sei por quê. Racionalmente, o jogo é o exato oposto: 3D em vez de 2D, focado mais em tiro do que em armas brancas, em câmera lenta em vez de acelerado, sem trilha sonora, e assim por diante. Por outro lado, ele surgiu de repente, está fazendo barulho só no boca a boca… E tem um jeitão de violência criativa e de que vai ser o jogo indie desse ano…

Nunca ouviu falar? Dê uma olhada nas resenhas e no serviço (ainda em beta) lançado para hospedar os clipes de usuários, o Killstagram. Ou confiram esse gameplay do Zangado:

Anúncios

8 comentários em “Super. Hot. Super. Hot.

Adicione o seu

    1. O que é outra coisa que me faz lembrar de Hotline Miami. Para mim, ele sempre foi um jogo de quebra-cabeças que por acaso é acelerado e embalado como jogo de ação.
      Em Superhot a coisa só fica mais evidente porque a mecânica de movimento deixa a coisa naturalmente mais lenta e cerebral.

      Curtir

      1. Eu não tinha pensado nessa comparação com Hotline Miami, mas chimichangas a parte realmente o espirito da coisa lembra mesmo. Superhot parece uma versão beta que ainda vai ser terminado tanto quanto Undertale parece apenas mais um nostalgia simulator a primeira vista, mas é só aparência porque é muito bem acabado, é repleto de ideias originais

        Curtir

Sem comentários

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: