Retrospectiva 2015: um mini-2011

2015-mini-2011Assim como no ano passado, vou publicar antes dos artigos de Melhores do Ano uma série de posts (desta vez, possivelmente mais curtos) sobre as principais tendências do mundo dos jogos em 2015 – sempre na perspectiva bem pessoal, é claro.

2015 foi um ano de reafirmação dos novos consoles – especialmente na qualidade gráfica – e do declínio (prematuro?) dos portáteis. Foi um ano com menos jogos e maior qualidade geral, em comparação com pelo menos os últimos três anos. Os estúdios, publishers e plataformas deram mais um passo para diferenciar os jogos desta geração da anterior, e nesse processo, o multiplayer se destacou. E foi um ano de promessas a cumprir, simbolizado pelas conferências da E3 – especialmente a da Sony.

Abaixo, uma lista dos artigos da Retrospectiva conforme forem publicados – e o primeiro também explica essa história de “mini-2011″…

1. Menos é mais no mini-2011

2. A derrocada dos portáteis

3. Multijogador multipropósito

4. Sonhos prometidos

 

2 comentários sobre “Retrospectiva 2015: um mini-2011

Sem comentários

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s