Keep calm and visit Re: Games

Botão Share no Dualshock 4A Sony anunciou hoje que a próxima atualização do Playstation 4 trará ainda mais recursos de compartilhamento de vídeo, incluindo um editor, a possibilidade de gravar vídeos mais longos, exportação de vídeos e screenshots para pen drives e “outros recursos que animarão a comunidade”. Se o editor permitir reunir trechos de vídeos diferentes e gravar voz por cima, como no aplicativo de edição do Xbox One, é capaz de em breve pôr em circulação algo que já queria fazer há muito tempo: um registro semanal ou quinzenal de notícias comentadas, usando trechos de vídeos sobre os assuntos cobertos. Isso sem contar que será bem mais fácil gravar vídeos para o canal no YouTube, sem precisar ficar falando sozinho no headset enquanto jogo, na esperança que algo legal aconteça: quando acontecer, basta parar o jogo, usar o Share, editar o vídeo e gravar comentários por cima.

Agora, eu imagino que alguns de vocês tenham medo deste blog virar apenas um republicador de vídeos e deixar para trás as resenhas e textos. De fato, com esses recursos, gravar vídeos ficou mais fácil até do que gravar podcast. Mas esses últimos dias de compartilhamento de vídeos me mostraram uma coisa: mesmo com toda a facilidade, ainda sinto falta de produzir uma boa resenha em texto. E como o ano de 2014 começou bem, com bons jogos em diversas plataformas, podem apostar que ainda teremos outras resenhas aqui. A maior prova é a de Broken Age – que poderia muito bem ter feito em vídeo, já que o jogo é de PC e tenho saves em diversos trechos do Ato I, mas preferi fazer em texto porque o jogo merece isso. Outros jogos do final do ano passado e do início deste ano estão na fila, e aí vai uma passada rápida naqueles que podem ser cobertos por uma resenha em texto, em vídeo ou um comentário em podcast:

  • The Wolf Among Us (PC/PSN/XBLA)Killzone: Shadow Fall – Campanha terminada, experimentando mais o multijogador ainda. Tranquilamente o melhor Killzone já lançado, e um belo rascunho de luxo para o que a série pode ser tornar na nova (já atual?) geração de consoles. Já comentei sobre ele no Godmode Podcast.
  • The Legend of Zelda: A Link Between Worlds – Ficou no meu 3DS até terminá-lo, após cerca de 20 horas, incluindo o trabalho de encontrar todos os 100 Maiamais (mas não fazer 100% do jogo). Tenho uma ou outra reserva a ele, mas de fato, é o Zelda com a jogabilidade mais fluida que já experimentei.
  • The Wolf Among Us/The Walking Dead Season Two – Ainda “debatendo internamente” se devo abordar esses jogos episódio a episódio ou esperar eles terminarem, mas uma coisa é certa: a Telltale continua na ascendente. The Wolf Among Us é até melhor que The Walking Dead em termos técnicos. Ainda falta jogar o recém-lançado 2º episódio da 2ª temporada de The Walking Dead, e talvez o faça com transmissão direta. Aguardem.
  • Etrian Odyssey Untold: The Millenium Girl – Após o último Zelda, o remake (ou reimaginação, dependendo do texto que você ler) do primeiro jogo da série entrou no meu 3DS e lá ficou por 10 horas, saindo apenas quando chegou o jogo abaixo (concorrência desleal!). Com a adição de um “modo história”, com protagonistas predefinidos mas ainda com total liberdade de customização durante o jogo, The Millenium Girl me parece uma versão ainda mais interessante do que vimos em Etrian Odyssey IV. Vamos ver como ele se sustenta até o final.
  • Bravely Default – Quase 20 horas de jogo e ainda faltam 3 dos 4 cristais para “purificar”, então esse vai longe. Pelo menos a vila que pode ser reconstruída já está no máximo, após deixar o 3DS no modo Sleep por 10 dias… Já comentei sobre ele no Godmode Podcast, e quanto mais jogo, mais me encanto. Até o momento, é o jogo de 2014 que mais gostei, com apenas um concorrente à mesma altura.
  • Strider – Esse está saindo melhor do que a encomenda, como um bom Metroidvania de ação. Já tem um trecho dele no canal no YouTube, e aguardem uma resenha assim que terminá-lo.
  • Thief – Mais interessante do que as resenhas medianas poderiam fazer supor – até porque algumas são meio desonestas, partindo do princípio que o jogo tinha que se comparar a Dishonored. Mas de fato, há algumas oportunidades perdidas aqui, e por isso o jogo desceu na minha lista de prioridades para terminar, ainda mais com o lançamento dos jogos abaixo.
  • Capa de South Park: The Stick of Truth (PC/PS3/X360)South Park: The Stick of Truth – Quer saber? Isso saiu muito melhor do que a encomenda. Estava esperando um grande episódio de South Park com jogabilidade “RPG light” a la Costume Quest. E veio um tanto mais: a parte de RPG não é tão “light” assim – está mais para o sistema dos RPGs do Mario, só que um pouco mais variado ainda – e a parte do episódio de longa duração vem acompanhada de uma tonelada de referências divertidas e muitas piadas internas com games e RPGs. Não se compara a Bravely Default como RPG, claro, mas como jogo é a coisa mais divertida que joguei em 2014 até agora. Obrigatório para fãs ou mesmo admiradores ocasionais, mesmo que você não goste de RPGs por turno!
  • Titanfall – Não tenha medo do hype: de fato, Titanfall está aí para revolucionar os jogos de tiro em primeira pessoa. De repente, Call of Duty ficou lento e Battlefield virou filme iraniano. Nas primeiras 2 horas, jogar Titanfall até me deixou confuso e tonto; é muita coisa acontecendo ao mesmo tempo. Mas essa maravilha revolucionária ainda é o primeiro jogo de uma futura franquia, mais ou menos como o 1º Assassin’s Creed, com várias arestas a aparar. E o modo “campanha multijogador” acaba sendo pior em conceito do que as campanhas dos FPS atuais (ainda que a jogabilidade, no final das contas, seja a mesma dos modos online – o que só torna a “campanha” ainda mais dispensável). Mais sobre isso em resenha futura – o que não deve demorar, já que estou no nível 22 com apenas 8 horas de jogo (!), e olha que estou longe de ser um bom jogador.

E já adquiridos em pré-venda, ou na fila para jogar, estão Toukiden: The Age of Demons (PS Vita), The Banner Saga (PC), Deus Ex: The Fall (PC), LUFTRAUSERS (PS3/Vita), Final Fantasy X/X-2 HD (PS3), inFAMOUS: Second Son (PS4), Metal Gear Solid V: Ground Zeroes (PS4) e The Elder Scrolls Online (PC, com 1h de jogabilidade do beta já publicada no canal no YouTube, e com comentários). Ou seja: continuem acompanhando este blog, o Godmode Podcast e o canal no YouTube, que ainda vem muita coisa boa por aí! Não percam!

Anúncios

Sem comentários

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s