Melhores de 2012 – Forza Horizon (X360)

2012
Best of

Este artigo faz parte da série Melhores de 2012, com os games lançados este ano que este humilde (cof) blog considera que devem ser jogados por quem puder. Não vou escolher quem é melhor em categoria A, B ou C, e sim apenas X jogos de destaque, em ordem cronológica, com seus pontos fortes listados. Entenda melhor essa lógica no artigo Melhores de 2012: Experimentando um novo modelo.

Forza Horizon (X360)
Disponível para Xbox 360. Data de lançamento: 23/10. Preço atual: R$ 100 a R$ 150 (lojas físicas)

Quando Forza Horizon foi oficialmente anunciado, muita gente se preocupou com a ideia: um Forza “arcade”, sem a simulação refinada que caracteriza a série? Isso não iria descaracterizar demais a franquia? O “debate” correu por meses e eu fui obrigado a ficar calado, sabendo que a intenção não era essa: como novo tradutor do jogo, tinha em mãos alguns documentos de design que mostravam o quanto de Forza 4 tinha sido mantido, e não era pouca coisa. A ideia de Forza Horizon era apenas “libertar” um pouquinho o jogo da camisa de forza (/badumtiss) em que a série tinha se metido, com apenas corridas de circuito, muito tecnicismo e pouca, digamos, cultura de fãs de carros mesmo. Forza Horizon tem uma daquelas tramas clichezaças de piloto-desconhecido-que-melhora-e-derrota-o-campeão-que-ficou-arrogante, mas isso é o de menos: o importante foi que o jogo “soltou” os carros, a física e as opções de personalização de Forza em um grande cenário aberto, com a desculpa de um festival de música e velocidade.

Também não ajudou que o jogo tenha sido feito por um outro estúdio, Playground Games, ainda que em conjunto com a desenvolvedora original, a Turn 10. O negócio é que a Playground foi montada por veteranos da Codemasters (Dirt, Grid, F1), Bizarre Creations (Project Gotham Racing), Criterion (Burnout), Ubisoft Reflections (Destruction DerbyDriver), Slightly Mad (Need for Speed: Shift) e Black Rock (MotoGPPureSplit/Second), entre outros estúdios – um verdadeiro dream team dos jogos de corrida. E Forza Horizon demonstra isso, com pequenas ideias “roubadas” de diversos jogos e mais algumas. Conte com eventos de circuito, de sprint e melhor volta; com itens destrutíveis, especialmente placas, que dão desconto no custo dos aprimoramentos; com radares e trechos em que é necessário marcar uma velocidade média; com carros de todos os tipos, velocidades, tamanhos e caras; e com a possibilidade de desafiar corredores do Festival em plena estrada aberta, apenas “colando” na traseira deles e apertando um botão. Além do mais, o jogo usa um inteligente sistema de pontuação com mecânica de risco/recompensa: derrape, destrua coisas, tire “finos” dos carros e realize outras manobras para fazer combos, mas se você bater nesse meio tempo, perderá os pontos acumulados na sequência. Enfim, conteúdo e coisas para fazer certamente não faltam: pelo contrário, é material para dezenas e dezenas de horas, mesmo que você não queira fechar 100%.


Puzzles - Melhores de 2012Pontos altos

‡ Atmosfera   ‡ Conteúdo (Quantidade)   ‡ Dificuldade (Curva, Desafio)
‡ Direção de Arte   
‡ Excelência Técnica   ‡ Pontuação   ‡ Trilha Sonora


E o melhor é que tudo isso vem sem sacrificar praticamente nada da jogabilidade de Forza. Os maiores entusiastas, aqueles que só jogam simuladores e perdem horas ajustando os menores detalhes de seus carros virtuais antes de competir online, alegarão que Horizon tem mais correção de trajetória do que os jogos anteriores; porém, a diferença é imperceptível aos outros 95% de jogadores de Forza, que precisarão suar para galgar a suave, porém firme, curva de dificuldade rumo ao título do Festival Horizon. Todas as opções de assistência está lá, acomodando dos pilotos novatos aos mais experientes, como sempre, e a maioria das opções de personalização de visual e ajustes dos carros permanece. Esse pequeno sacrifício é amplamente compensado pelo prazer de dirigir o seu carro, tunado e pintado do jeito que você quis, em um grande mapa aberto no Colorado, EUA, com todo um clima de festa e música. Aliás, a atmosfera de um festival de corrida e música foi outro grande acerto de Forza: três rádios de rock, indie e música eletrônica não apenas tocam músicas ótimas, como têm DJs que mandam dicas para o próprio jogador em forma de notícias. Para completar, o jogo mantém os cenários lindíssimos de Forza 4 mesmo em um grande mapa aberto, com loading somente ao iniciar um evento ou ao mexer em carros – e tudo isso sem deixar a taxa de quadros cair em nenhum momento. É um feito e tanto no agora envelhecido Xbox 360.

No geral, Forza Horizon é uma aula de como fazer um spin-off: sacrificar apenas o mínimo necessário para realizar uma visão nova que pode parecer contraproducente, mas faz muito sentido dentro do universo original. Alguns amantes de carros e velocidade podem não ter interesse em uma vida hedonista, repleta de festivais de rock, demonstrações de estilo e/ou competição de rua, mas a verdade é que essas coisas estão presentes em uma certa subcultura de entusiastas de carros. Forza sempre teve como tema a paixão por carros, e ter Horizon cobrindo esse lado mais “hipster” da velocidade faz sentido em diversos níveis: é uma oportunidade de fazer algo diferente com a série, de atrair outro público, e de manter lançamentos anuais sem comprometer a sequência principal de jogos da franquia. Forza Horizon é um feito técnico, conceitual e comercial, e por isso tinha que estar nesta lista, mesmo que não seja perfeito: o modelo de microtransações beira o abuso, algumas corridas se repetem em estágios diferentes da campanha, o multiplayer não é tão variado quanto em outros jogos e a boa trilha sonora tem seus momentos previsíveis (é o terceiro jogo de corrida que usa Black Keys em dois anos!). Nada que comprometa a base sólida já construída, que vale seu dindin com sobras.

Anúncios

Sem comentários

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: