Tem coisas que (POW!) só os jogos de luta fazem por você

Aqui em casa, duas palavras entraram para a lista negra de palavras que nunca mais devem ser mencionadas: “balde” e “jacaré”.
(E “Titanic” só não entrou porque já estava na lista, ainda que com o antigo significado de “filme água-com-açúcar insuportável”).

Capa de Tatsunoko vs. Capcom (Wii)Tudo isso porquê? Por conta de joguinhos de luta – mais especificamente, Tatsunoko vs. CapcomTeenage Mutant Ninja Turtles: Smash-Up, ambos para Wii. Se você os conhece, já deve estar sorrindo. Senão, continue lendo para entender…

Não sou muito fã de jogos de luta, mas não deixo de tentar um ou outro às vezes. Minha esposa, em especial, os adora – ela jogou muito Street Figther. Não à toa, sempre que jogamos games deste tipo, ela costuma me dar uma surra. E estes dias, após muito tempo, ela pediu para jogar algo no Wii, e fui direto para Tatsunoko vs. Capcom, sem pestanejar.

Roll, da série Megaman, em Tatsunoko vs. CapcomApesar do monte de personagens de anime que ela não curtiu (o fato de alguns personagens da Capcom serem apresentados em versões que parecem animes também não ajudam), ela tinha Ryu e Chun-Li para escolher, e assim começamos. Depois de levar umas 3 surras, resolvi testar algo inusitado… E escolhi a Roll, da série Mega Man. O que já rendeu boas risadas por sí só, já que ela usa uma vassoura e um balde d’água como armas.

Até que, de repente, meio sem querer querendo (você acha que eu conheço todos os golpes?!?!?), vemos o seguinte golpe da Roll…

…isso mesmo: balde na cabeça e vassourada no traseiro… E aí os dois imediatamente largaram os controles de tanto rir no sofá.

… o que seria OK, se não fosse pelo fato de que mexer o Nunchuk/Wii Remote também ativasse golpes.  Com isso, a Roll deu um safanão na Chun Li e, assim que percebemos, nós voltamos correndo a jogar. Na sequência, consegui (finalmente!) ganhar uma luta.

A minha esposa reclamou que aquele golpe foi baixo porque a desconcentrou totalmente… E eu tenho que dar 200% de razão a ela! 😀 E olha que nem sabíamos, no momento, que a Roll consegue fazer outras coisas piores, como rezar para recuperar vida e criar um tsunami a partir de um balde d’água de 10 metros de altura.

Capa de Teenage Mutant Ninja Turtles Smash-Up (Wii)Realmente, Tatsunoko vs. Capcom é um jogo de luta único.

Não satisfeitos, resolvemos mudar de jogo, e a tentativa seguinte foi Teenage Mutant Ninja Turtles Smash-Up, que estava ainda encostado acumulando poeira. Ou seja, nenhum dos dois sabia o que esperar. E já na primeira luta, nos deparamos com… isso:

(Reparou no que acontece após mais ou menos 45 segundos de vídeo, quando os combatentes chegam ao chão e ficam lá por muito tempo? Preste atenção no Master Splinter, ele é o que mais vira comida de réptil…)

E acha que parou só nisso, de perder uma vida de bobeira porque marcou touca no pântano? A coisa vai ficando pior:

(Agora bastou ir até mais ou menos um minuto… Repare o que acontece no barco, e onde os lutadores caem depois. Foi um susto daqueles, especialmente quando mais uma vez, um personagem é devorado por uma criatura que aparece do nada. Putz!)

Master Splinter em Teenage Mutant Ninja Turtles Smash-up (Wii)…Realmente, parece que nós passamos tempo demais sem jogar jogos de luta (tirando Tekken 5 no Playstation 2, nenhum dos dois jogava algo do tipo desde Street Fighter nos anos 90). É muita novidade pra nossa cabeça, e aí paramos de jogar um pouco.

Mas não negaremos – fazia tempo que não ríamos tanto! E foi bom voltar a esse gênero de jogos e descobrir que (POW!) tem coisas que só os games de luta fazem por você.

Anúncios

Sem comentários

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: